Fehidro aprova mais R$ 2 milhões para o Saaesp

Tiago Seydell, o prefeito Thiago Silva e Danilo Albuquerque verificam projetos aprovados

O Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos), instância de apoio à implantação da Política Estadual de Recursos Hídricos por meio do financiamento de programas e ações na área de recursos hídricos, aprovou mais R$ 2 milhões em recursos para o Saaesp (Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro). O tema foi abordado nesta quarta-feira, 3, em reunião do prefeito Thiago Silva com o diretor–presidente da autarquia, Danilo Albuquerque e o consultor técnico Tiago Seydell.

Os valores serão usados para elaboração do Plano Municipal de Saneamento Rural, revisão do Plano Diretor de Combate às Perdas no Sistema de Abastecimento Público de Água e execução de troca de redes de abastecimento de água na região central de São Pedro.

No caso do Plano Diretor de Perdas e da troca de redes, as ações são complementares a outras já aprovadas anteriormente pelo Fehidro. Nas etapas 1 e 2 da troca de redes de água foram substituídos 21 km de rede – alguns bens antigos, de amianto e ferro, na área central. A troca está prevista no Plano Diretor para Controle de Perdas, realizado com recursos da Agência das Bacias PCJ (Piracicaba, Capivari e Jundiaí) em 2014, que agora vai ser revisado.

“São Pedro já foi recordista nos recursos destinados pelo Fehidro, o que permitiu diversas ações fundamentais, voltadas ao combate às perdas, à distribuição de água, construção das Estações de Tratamento de Esgoto. O setor de água e esgoto foi todo remodelado e agora essas novas ações aprovadas pelo Fehidro são complementares”, disse o prefeito Thiago Silva.

Tiago Seydell destacou que quando as ações previstas no Plano de Combate às Perdas forem concluídas e os novos diagnósticos forem apresentados neste estudo, os índices de perdas de São Pedro – que já chegaram a 50% – devem ficar na casa dos 20%.

PLANO RURAL – O Plano Municipal de Saneamento Rural vai levantar diagnósticos para 4 itens principais da área rural de São Pedro, que tem 49.377,6 hectares: abastecimento de águia, esgotamento sanitário, resíduos sólidos e drenagem pluvial. O estudo vai propor programas, projetos e ações no horizonte de 20 anos para a Zona Rural do Município. Todas as etapas do plano serão acompanhas de audiências ou consultas públicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima