Manobra – Guardas-civis salvam vida de menina de dois anos

Sabrina e Agatha depois que a criança recebeu alta ontem

Guardas-civis salvaram na última sexta-feira, 15, na Inspetoria Regional 5, no bairro Noiva da Colina, a vida da menina Ágatha, de dois anos, que se afogou com o próprio vômito durante uma convulsão. O GC Sarapu, que estava na base, aplicou a manobra de Heimlich, que fez a criança voltar a respirar.

Na sequência, a viatura acionada por Sarapu, com os GCs Gaspar e Franzin, levou a criança e a mãe para a Unidade de Pronto Atendimento Piracicamirim, realizando manobras necessárias para salvar a criança. Ágatha foi atendida, medicada e liberada para ir para a casa.

Sabrina Larissa Carmo Baptista, mãe de Ágatha, disse que os GCs foram anjos. “Ele (GC Sarapu) ressuscitou minha filha, ele foi um anjo na minha vida. Ele fez todo o procedimento certinho e, graças a Deus, ela está comigo aqui hoje. Também preciso agradecer os outros dois guardas, que tiveram muita paciência comigo, foram muito atenciosos, já que eu estava muito nervosa. Os três foram anjos na vida da minha filha, eles salvaram a vida dela”, disse.

Para Sarapu, salvar vidas é uma das atribuições da GC. “A gente não trabalha só em uma viatura, em uma base, salvamos vidas também. Na Guarda, desde quando eu entrei, há 39 anos, nós somos habilitados aos primeiros socorros. Nós nos dedicamos à causa da vida, mesmo que a nossa esteja em risco. Quem salva vidas é Deus, mas que bom que ele me usou como instrumento para realizar este salvamento”, agradeceu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima