Caldeirão Político

PATERNIDADE — I
Todo mundo quer assumir a paternidade de um bom filho, já diz o velho ditado. Parece que é o que está acontecendo com a limpeza e desassoreamento do Ribeirão Piracicamirim, uma obra realizada pela Prefeitura, com verba do Departamento de Água e Energia Elétrica (DAEE), que beneficiará os bairros do Piracicamirim, Bosque da Água Branca, Morumbi e Maracanã.

 

PATERNIDADE — II
Isso porque o título usado na matéria de A Tribuna Piracicabana, na edição da última sexta (10), dá a entender que a referida obra só teve início após a solicitação da deputada Professora Bebel (PT) junto ao Governo do Estado. São as assessorias de imprensa que trabalham afinco e acontece isso, destacando o trabalho do líder.

 

PATERNIDADE — III
Bom lembrar que a Prefeitura, através da Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) e Defesa Civil, foi quem iniciou esse processo, montando um projeto consistente, envolvendo as especificidades intrínsecas à obra, que foi apresentado e aprovado pelo Governo Estadual. Importante que a verba saiu e todo instrumento de pressão sobre os governos é bem-vindo.

 

REGISTRO
Outro caso parecido. “Não foi o prefeito que solicitou a verba, e sim a Associação dos Moradores do Tatuapé, ainda em 2020, e a emenda veio foi liberada pela Casa Civil do Governo do Estado de São Paulo em 10 de julho de 2021. Foi entregue oficialmente em 13 de agosto do mesmo ano no gabinete do prefeito”, afirma Salvinia das Dores Nunes Esteves, da Associação dos Moradores do Jardim Tatuapé I e II. Registrado e o Capiau entende que o importante, mesmo, é que a verba foi liberada.

 

ALEX — I
O deputado Alex de Madureira (PL) fez festa de lançamento da pré-campanha para reeleição. Dona Maria do Posto, sua mãe, como a chamou carinhosamente, era avisada sistematicamente quando Alex aprontava na sala de aula, na escola que ficava em frente ao posto. As falas dele aos familiares e dos amigos presentes a ele foram todas cheias de respeito e carinho. Faz parte.

 

ALEX — II
Muitos dos presentes viajaram mais de 350 km para estarem ao seu lado. Entre eles, os prefeitos de Capão Bonito, Itapeva, Juqueí, Cubatão, entre os amigos de cidades mais próximas, como a prefeita Nelita, também do Partido Liberal de Iracemápolis. Também vieram lideranças da região. Para terça-feira, uma página especial registrará a festa da pré-candidatura de Alex.

 

SOLDADO?
O secretário de Cultura de Piracicaba, Adolpho Queiroz, foi o mais entusiasmado em sua fala na festa de lançamento da pré-candidatura do deputado Alex, afirmando que o povo brasileiro “não vai mais votar em corruptos”, arrancando aplausos entusiasmados da plateia. E chamou Alex de “soldado de Deus contra a corrupção no Brasil”. Está certo o amigo Adolpho, também idoso, que já vive política há 50 anos!?

 

HABITE — I
Durante a sessão camarária desta quinta-feira (dia 9), o presidente da Casa de Leis, Gilmar Rotta, para justificar a não possibilidade da entrada da população no plenário, atribuiu a uma denúncia do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Piracicaba e Região no Ministério Público informando que a Câmara não tem Habite-se, que, tecnicamente, é o auto de conclusão de uma edificação. Rotta completou dizendo que está correndo com pedreiro, serralheiro, carpinteiro para fazer as readaptações necessárias, até outubro, para entregar o Habite-se ao Ministério Público Federal do Trabalho.

 

HABITE — II
Esse velho e idoso Capiau consultou a diretoria do Sindicato dos Municipais, que informou não ter feito denúncia no Ministério Público Federal do Trabalho, mas houve comunicação ao MP, “pois trata-se de prerrogativa constitucional da entidade na busca do bem comum das garantias trabalhistas e da segurança aos vereadores e a própria população”.

 

SINDICATO
O Sindicato dos Municipais, desde sua fundação em 1988, vem notificando a Prefeitura de Piracicaba, ao Ministério Público, que a maioria dos prédios na municipalidade se encontram em situação irregular, colocando em risco trabalhadores e usuários. Ainda na reunião de quinta (9), o vereador Zezinho Pereira, que também integra a diretoria do sindicato, questionou como pode o poder público exigir Habite-se dos empresários e da população se ela mesmo descumpre suas leis? “Dura lex sede lex ou duralex sedelatex?”

 

PRÉDIO – I
Não é novidade para ninguém, menos ainda a quem frequenta os prédios da Câmara Municipal (principal e anexo) de que sua manutenção tem sido cada vez mais onerosa, mesmo com as diversas reformas realizadas pela atual Mesa Diretora, como o salão nobre e banheiros inclusivos. A edificação é antiga e tem muitos problemas, além de ser comum a conversa interna de que já não comporta o fluxo diário de pessoas, entre população, servidores, assessores e funcionários de empresa terceirizada.

 

PRÉDIO – II
Este Capiau, idoso e cansado, puxa na memória que a Câmara foi instalada no atual endereço em 1975, há quase 47 anos. Na época, a cidade contava com oito vereadores e hoje são 23, o que, só por essa conta básica, já dá para ter uma ideia de que a estrutura pode não ser suficiente. Chegará o momento em que o Legislativo precisará decidir o que fazer em relação às suas instalações. Uma dica importante: precisa ser local de fácil acesso à população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima