Caldeirão Político

MOVIMENTO
No dia 13 de maio, será sediado em Piracicaba um evento no atual contexto político social e religioso, o Fórum do MCCP (Movimento Cristão de Conscientização Política). “Eu, particularmente, sempre trouxe grandes restrições quanto ao nosso envolvimento nessas questões, igreja e política, contudo, a cada dia que passa temos sido obrigados a lidar com essas questões, caso contrário, seremos enganados e dominados por aqueles que querem, a todo custo, ter o poder em suas mãos para impedir a liberdade religiosa que ainda temos, no exercício da nossa fé e chamado”, afirma Fernando Favoreto, pré-candidato a deputado federal pelo PSC.

 

SOCORRO
O vereador Gilmar Tanno (PV) denunciou, na segunda-feira (9), o despejo irregular de resíduos no rio Piracicaba, o que – ainda sob investigação – teria ocasionado a mortandade de peixes nos últimos dias. “A gente vê o rio pedindo socorro”, disse, que, como suplente da vereadora Silvia Morales (PV), herdou a presidência da Comissão de Meio Ambiente.

 

MÉDICOS – I
Desde que o prefeito Luciano Almeida (União Brasil) justificou a reposição inflacionária do seu salário com o intuito de atender a classe médica, o assunto voltou com força na Câmara. Na segunda-feira (9), Paulo Campos (Podemos) abordou a dificuldade que estes médicos estão enfrentando em relação ao salário. “É importante acharmos uma saída”, disse ao anunciar uma reunião, amanhã, 12, com o secretário Filemon Silvano.

 

MÉDICOS – II
A discussão sobre os vencimentos do médico causou um estranhamento na Casa. O vereador Thiago Ribeiro (PSC) informou que “um assessor da Prefeitura” iria solicitar a suspensão do expediente no Legislativo para fala do secretário da Saúde. Em resposta, o presidente Gilmar Rotta respondeu que o prefeito não tem prerrogativa de suspender o tempo no Legislativo.

 

MÉDICOS – III
“Temos regimento interno e lei orgânica para ser seguida. Os únicos que podem suspender são os vereadores através de requerimento aprovado pelo plenário”, afirmou Rotta, que solicitou ao vereador Josef Borges (Solidariedade), líder do governo na Câmara, para que entre em contato com o Executivo.

 

DESCONTO – I
O vereador Cássio Luiz Barbosa, o Cássio “Fala Pira” (PL), apresentou o requerimento 355/2022 para pedir informações ao Executivo sobre o desconto em folha dos dias parados na greve dos servidores municipais, realizada no início de abril. A propositura foi aprovada na noite desta segunda-feira (9), durante a 16ª reunião ordinária da Câmara.

 

DESCONTO – II
O parlamentar questiona se é verdadeira a informação, recebida em seu gabinete, de que a Administração estaria realizando descontos dos dias parados. Ele solicita o Executivo apresente documentação oficial que comprove o desconto, ou não, dos dias parados. “Peço que se justifique o que levou a Administração a proceder os descontos”, acrescenta.

 

CIRO
Um assíduo leitor da coluna respondeu a nota publicada na edição de ontem, 9, de que o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, estaria em conversa com o PT e com o ex-presidente Lula. “Faltou a fala do Lupi sobre não abrir mão da candidatura do Ciro”, escreveu, um pouco irritado com a coluna. Está feito o registro. E sempre é bom lembrar, em política tudo pode acontecer. Até nada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima