Caldeirão Político

ESQUENTOU – I
O clima na Câmara Municipal de Piracicaba. Na reunião de quinta-feira, 5, quase os vereadores Paulo Campos (Podemos) e Laércio Trevisan Jr. (PL) chegaram “às vias de fato”, ao vivo, com transmissão pela TV Câmara. Mas ficou no quase. A “turma do deixa disso” entrou em campo e os ânimos foram assentados. Felizmente.

 

ESQUENTOU – II
Tudo começou por conta da denúncia do vereador Cássio Luiz Barbosa, o Cássio “Fala Pira”, de que alguém uma mulher estaria distribuindo “bala com chumbinho” para crianças da Escola Municipal Antônio Boldrini, do bairro Parque Orlanda. O parlamentar disse que o assunto é grave e até foi feito um Boletim de Ocorrência (BO).

 

ESQUENTOU – III
Mas durante a discussão do requerimento 360/2022 – que entrou na Pauta da Ordem do Dia em regime de urgência – o vereador Laércio Trevisan Jr. (PL) pediu “aparte” para dizer que, no BO, não havia a informação de que a mulher estaria distribuindo balas com chumbinho, ou seja, as guloseimas não estariam contaminadas.

 

ESQUENTOU – IV
Ao se defender, Cássio “Fala Pira” disse que a informação de que as balas estariam contaminadas foi repassada pelas mães dos alunos, quando ele visitou a unidade de ensino, e de que outro BO foi redigido constando a informação de que as balas estariam contaminadas. “Esse vereador não está de brincadeira”, disse.

 

ESQUENTOU – V
Os nervos foram crescendo e o líder de governo Josef Borges (Solidariedade) criticou a postura de “Fala Pira”, ao lembrar que o parlamentar tem um canal de comunicação com amplo alcance e de que não seria correto divulgar informação sem a devida checagem. “Isso acaba criando pânico na comunidade”, acrescentou Josef.

 

ESQUENTOU – VI
Quando a situação parecia que iria se encerrar, o vereador Paulo Campos (Podemos) tomou as dores do colega “Fala Pira” e disse que não seria intimidado por nenhum outro colega dentro da Casa e, bastante exaltado enquanto ocupava a tribuna da Câmara, disse que “caso alguém quisesse, poderia resolver a situação lá fora”. Lamentável esse “lá fora”.

 

ESQUENTOU – VII
Após a fala de Paulo Campos, o vereador Trevisan Jr. voltou à tribuna da Casa para dizer que, em nenhum momento, estaria ameaçando qualquer pessoa, mas que, como vereador, ele “tinha o dever de mostrar que as informações apresentadas na reunião não eram verídicas”, ao dizer que não havia certeza de que as balas estariam contaminadas.

 

ESQUENTOU – VIII
No momento em que Trevisan Jr. ocupava a tribuna, o vereador Paulo Campos se levantou de sua mesa no Plenário e foi na direção do colega. Em ato contínuo, o parlamentar que estava discursando também saiu do espaço de discurso e foi para a direção de Campos. Depois disso, há pouco para se ver pela TV Câmara.

 

ESQUENTOU – IX
Assim que percebeu o clima quente, o presidente da Casa, vereador Gilmar Rotta (PP), encerrou a reunião ordinária e indicou com os dedos o sinal de “corta”, encerrando os trabalhos legislativos da noite e também a transmissão. Ficou claro, para quem acompanhava a reunião, de que o caldeirão ferveu no prédio da Alferes. Pegou fogo.

 

PAGAMENTOS
A Prefeitura de Piracicaba pagou ontem (6) o reajuste de 10,56% aos servidores municipais em folha complementar retroativa a 1º de março. A Lei nº 9.725, que dispõe sobre a recomposição do funcionalismo, foi publicada hoje em edição extra do Diário Oficial. O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) concedeu despacho favorável à Prefeitura em 27/04 para esse reajuste. Em 28/04 a Prefeitura encaminhou à Câmara Municipal o Projeto de Lei (PL) visando o reajuste.

 

CONSERVADORA


Em evento na quinta (5), apoiadores ao presidente Jair Messias Bolsonaro (PL), realizado pela Academia Conservadora de Piracicaba, compareceram o pré-candidato a deputado federal Paulo Serra (PR) e a deputada estadual Valéria Bolsonaro (PL). O evento contou com a presença do ex-secretário de Cultura, Mário Frias.

 

EM PIRACICABA


O ex-prefeito de Paulínia Edson Moura (PSD) visitou, ontem, 6, Piracicaba e, acompanhado pela ex-candidata a prefeita Carolina Angelleli (PSD), esteve na redação de A Tribuna Piracicabana, onde foram recebidos pelo diretor, jornalista Evaldo Vicente. Na foto, Moura (esquerda), que é pré-candidato a deputado federal, comentou da história política do Estado, destacando lembranças do ex-prefeito e ex-deputado federal João Herrmann Neto nos tempos do histórico MDB, legenda à qual pertenceu durante 35 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima