Caldeirão Político

FRIO
Ex-líder de governo na Câmara, agora opositor ferrenho à Administração, o vereador Zezinho Pereira (União Brasil) subiu o tom das críticas sobre a falta de atuação em torno dos autistas na cidade. Ele classificou que temos “um governo frio” e “que nunca passou por dificuldades, porque sempre teve tudo de mão beijada e não consegue pensar no sofrimento do próximo”, acrescentou. Zezinho avalia que o poder público (leia-se: prefeito Luciano Almeida) “acha normal assistir tudo da arquibancada”.

 

SEM PLANO
O vereador Paulo Campos (Podemos) voltou a criticar o prefeito Luciano Almeida (União Brasil) durante a reunião da Câmara, segunda (11). “Ele não tem um plano estratégico para a cidade”, afirmou, ao lamentar que, “infelizmente, o prefeito não senta para conversar com o sindicato e ainda atribui a responsabilidade da greve à entidade”. O parlamentar disse ainda que apoia o projeto de lei 80/2022, de Ary Pedroso Jr. (Solidariedade), que trata da compensação dos dias de greve da categoria.

 

CANHOTEIRO
Durante a festa da Super Liga no Barão de Serra Negra no domingo (10), durante o intervalo os políticos de plantão foram convidados a bater pênaltis para alegrar a torcida. Alex Madureira, deputado, chutou pra fora, Gilmar Rota, vereador, bateu no travessão e João Braga, da Selam, viu o goleiro defender seu pênalti. Quem brilhou foi o secretário de Ação Cultural, Adolpho Queiroz, que bateu de esquerda e fez o único gol da performance.

 

FELIZ
O prefeito Luciano Almeida está feliz com a volta da sua Portuguesa de Desportos à Série A1 do Campeonato Paulista. Seu pai, o Comendador Almeida, foi um dos grandes gestores do clube. E o filho, com isso, homenageia a trajetória do pai.

 

BOM DIA
No WhatsApp, uma ação diferente do secretário Alex Salvaia, do Meio Ambiente: ele dá “bom dia” com figura do prefeito Luciano Almeida, elegante, e uma caneca de café, certamente com aquele aroma que agrada a grande maioria. Diferente, simples, bacana.

 

FORMIGUEIRO
O dirigente sindical José Osmir Bertazzoni utilizou a Tribuna da Câmara para falar sobre a greve dos servidores na reunião de segunda (11). Ao final, os servidores entoaram “pisa ligeiro, pisa ligeiro, quem não pode com a formiga, não atiça o formigueiro, até a saída ao saguão principal”. Mostra união dos servidores junto ao Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Piracicaba e Região.

 

AUSENTES
Mais uma vez, os vereadores Fabrico Polezi, Anilton Rizzato e Gustavo Pompeo deixaram a sessão quando o dirigente Osmir iniciou sua fala. Perderam a aula de democracia e sabedoria do advogado e jornalista, Osmir Bertazzoni. Esses vereadores apoiam projeto de lei em favor dos servidores? Pergunta que não quer calar.

 

ESCONDIDO
Por outro lado, o vereador Laercio Trevisan Jr. (PL) chegou no horário para a reunião da Câmara, mas até a fala de Osmir Bertazzoni não entrou no Plenário “Francisco Antonio Coelho”. Estaria ele escondido ou evitando apoio incondicional aos servidores? Só o edil pode explicar.

 

CONTRATADO
O prefeito Luciano Almeida, durante entrevista na rádio Educadora, afirmou “para isso que fui contratado”. Já que é um contrato, será que a população já pode demitir Luciano por justa causa? Ou seria melhor ele pedir a demissão? Tem multa rescisória? O mandato vai até dia 31 de dezembro de 2024.

 

RETORNO
Em função de determinação da Justiça, será retomada hoje (13) a cobrança do estacionamento rotativo (Zona Azul) no município. A Prefeitura informa que tomará as medidas cabíveis de recurso contra a decisão proferida em liminar. Faz parte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima