Concentre-se em suas raízes e mova-se em direção as estrelas

Ao despertar pela madrugada, ali estavam nossos amigos espirituais da Colônia Manto da Luz para mais um Trabalho Socorrista. Com a amada, querida e estimada Alma gêmea seguimos pelas esferas desta dimensão e notei que os presentes nesta comunidade possuíam desenhos, pinturas, peças e marcas corporais. Ouvi a informação de que estávamos no Vale dos Tatuados. Uma imensa cidade em ruinas ali se caracterizava. Aproximou do nosso grupo, uma Senhora que aparentava ter uns setenta anos e com a voz debilitada, argumentou que ali a prática é marcar o próprio corpo e revela que cada registro conta a trajetória e muitas histórias pretéritas. Outras energias observavam a distância. O Mentor pediu que o grupo vibrasse e fizesse uma prece. Neste momento, outros se aproximavam e aquele lugar foi ficando cada vez mais gelado. Um misto de tempestade era anunciada e o vento uivava e soprava forte. O Mentor revelou que a frequência de vibração ali era baixa e em corrente vibramos pelo plano mental com frequência mais alta injetando ampla energia. Na comunidade visitada, nossas Orações agiram como sementes lançadas. Quando já nos preparávamos para seguir com o grupo, aquela Senhora estava mais aflita e em lágrimas, estendeu suas mãos e disse. Me leve com vocês. Imediatamente grande luminosidade tomou conta do ambiente e outros trabalhadores ali chegaram e em frações de segundos já estávamos nas dependências da Colônia Manto da Luz.
Já na Colônia, aquela Senhora permaneceu no leito e era assistida pelos Trabalhadores. Tratamentos cromoterápicos foram aplicados e aos poucos sua conscientização pela entrega foi aliviando o seu corpo periespiritual. Ela foi se libertando dos grilhões e passou a reconhecer claramente a oportunidade e a experiência do caminho. Agora, convincente de suas próprias sombras desagradáveis do passado, sentia o aprendizado palpável, do tempo que esteve enraizada no mundo material. A avaliação já era positiva, aliando ao caminho mais saudável e íntegro. Ela abriu seus olhos e mentalmente disse que, sou grata pela imensa oportunidade de crescimento. Sinto o Universo polar necessariamente saudável, e agora me permito encontrar a unidade perdida que deixei pelo caminho. Percebo que o físico e o espiritual são únicas pela Lei da conservação de energia. Nada jamais é realmente aniquilado. Tudo está ligado a diferentes estados de vibração de suas moléculas. Após novos padrões de consciência, ela agradeceu por toda a ajuda e agora sente-se pronta para novas experiências e desta vez, fará tudo diferente, pois, reconhece que a pele é a proteção do corpo, o Templo que Deus em sua bondade nos emprestou, e é dever cuidar da melhor forma possível. E aquela imagem foi tomando outras formas e a amorosidade tomou conta de todos e quando me dei por conta, já estávamos no Lar terreno.
Amados e queridos leitores. Pelo que pude ali experienciar, os danos causados no corpo físico são toxinas e máculas impregnadas no corpo periespiritual que trazem indícios que perpetuarão por muitas Existências até que a purificação encontre no pensar-sentir-agir a consciência entre causa e efeito. Nada acontece ao acaso. As Leis de Deus são perfeitas. E finalizamos estas maravilhosas linhas, refletindo sobre os ensinamentos de Allan Kardec: “O homem é um espírito encarnado em um corpo material. O perispírito é o corpo semi material que une o Espirito ao corpo material”, “É melhor rejeitar dez verdades do que aceitar uma mentira”, “A reencarnação é uma questão de justiça” e “Toda paixão que aproxima o homem da natureza animal afasta-o da natureza espiritual”. E assim, a vida é um plantio, escolha as sementes com sabedoria. É tocando estrelas com as mãos, pelo presente da presença, que estar vivo é ter Missão a cumprir e evoluir é concentrar-se em suas raízes e mover-se em direção as Estrelas. Na Casa de nosso Pai há muitas moradas. E com a amada, querida e estimada Alma gêmea, nossa eterna gratidão. Bom dia e boas energias. Eu acredito em você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima