Jaracatiá de São Pedro é tema de programa da Rede Globo

Gravação da matéria aconteceu nesta quinta-feira, 24, e a previsão é que seja exibida no Mais Caminhos em abril

O jaracatiá, árvore-símbolo de São Pedro e patrimônio cultural da cidade, estará em destaque no programa Mais Caminhos, da Rede Globo, no próximo mês. A gravação da matéria foi feita nesta quinta-feira, 24, com destaque para as características do fruto e o seu uso na gastronomia, em alusão à nova novela da emissora, Pantanal, já que no pantanal mato-grossense o jaracatiá é comumente utilizado no doce rapadura. O programa está previsto para ser exibido no dia 9 de abril.

Nativo da Mata Atlântica, o jaracatiá é um fruto cítrico, amarelo e de formato alongado, visualmente semelhante ao mamão papaya. Em São Pedro, é tradicional como doce de compota, mas para a gravação do programa foi usado em outras preparações, tanto doces quanto salgadas, e em sua integralidade – o fruto, o caule e a raiz.

Foram entrevistados para o programa a secretária municipal de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, Clarissa Campos Quiararia; que falou sobre tradição do fruto no município; o empresário Raimundo de Assis Junior, que fez questão de preservar na pousada que administra as árvores de jaracatiá desde quando mudou-se para São Pedro, há cerca de um ano; a doceira Ana Maria Navarro, responsável por preparar os doces para a matéria, e o cozinheiro Ricardo Navarro Terci, criador do molho de frango com jaracatiá, para acompanhamento de polenta, outro prato preparado para o programa.

“Além de muito nutritivo, conforme estudos feitos, o jaracatiá é bastante versátil na cozinha, podendo ser aproveitado em sua totalidade e não apenas o fruto”, comentou Clarissa.

A gravação do programa aconteceu na pousada Sonho do Campo, situado na serra de São Pedro, e na casa da doceira, onde foi montada uma mesa com diversos pratos contendo o jaracatiá. Entre as preparações estão a rapadura, preparada com a raiz do fruto, e as “cocadas” –  branca, com abacaxi e com açúcar queimado, sendo o caule ralado do jaracatiá o “coco” dos doces. Também foram preparados os molhos de frango com jaracatiá, junto da polenta, e o de barbecue com jaracatiá, para acompanhar costelinha de porco, uma receita criada pelos empresários Ricardo e Juliana Saia, da Oficina do Churrasco, a convite da secretária de Turismo para o festival gastronômico da Serra do Itaqueri.

A mesa montada com pratos e preparações de jaracatiá destacou também o fruto in natura, o jaracatiá seco   – também chamado de tâmara brasileira, devido à semelhança com esta fruta, e a geleia de jaracatiá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima