A experiência da razão são flores e a sua beleza o melhor testemunho

Acolhido pela Espiritualidade, seguimos com os nossos amigos espirituais da Colônia Manto da Luz em mais uma Missão Socorrista. Aos poucos já dissipava a imensa névoa que cobria toda a cidade. Observei aquedutos partidos e túmulos abertos entre as cinzas do Vesúvio. Aos poucos surgem os vestígios, ruínas desertas e o Sol com suas carícias ardentes. Lampejos de que ali, multidões que se agitavam diante do cenário se consumiam com seus ódios, entre amores e ambições. Triunfos e reveses dissipados pelo sopro dos tempos, pela História que o futuro esquecera. Passavam as sombras e as glórias que embriagavam as colinas silenciosas. O vento da noite murmura suas queixas, pelas vicissitudes da Existência. A grandeza de muitos ali era passageira e a queda final era visível, que a própria terra sepultou e jazem para sempre sob o lençol profundo das águas. E na superfície dos continentes submersos, as novas gerações surgiam como camadas de areia que, acarretadas incessantemente pelas ondas, vão cobrir outras camadas que as precederam. Em um sopro, do berço ao tumulo. A imagem foi se afunilando como um espiral e retornamos para as dependências da Colônia Manto da Luz.
Com a amada, querida e estimada Alma gêmea, já estávamos na sala de acolhimento. Mentes acorrentadas pelos séculos que são minutos da eternidade. Pelos olhos passavam nações e reinos. A Natureza eterna moldurava com os seus esplendores. Nela nada morre, senão para renascer. As Leis de Deus são perfeitas, Ordem imutável que presidem às suas evoluções. A verdade interroga e o melhor testemunho dos sentidos é a experiência da razão. O pensamento é um refúgio onde se encontra o conhecimento das leis eternas, de progresso e de justiça. O florescimento de ideias anuncia a renovação intelectual e moral. O conhecimento de leis superiores, traz o despertar no coração com a fé firme e esclarecida no futuro. Aos poucos, muita Luz acalmou mentes e corações e quando nos demos por conta, já estávamos no Lar terreno.
Amados e queridos leitores. Mantenha o sentimento profundo nos seus deveres, um afeto real por seus semelhantes e todas as formas de Vida. Assim, será capaz de transformar a face da sociedade. Amar é o espetáculo que partilha a vida. O coração sabe o que nos espera mais à frente. O repouso é o ingresso em outras esferas de sensações. O nosso dever está na intenção. Mesmo cansados de viver como cegos, ignorando-se a si mesmo e insatisfeitos com uma civilização material e inteiramente superficial. Aspire a ordem pelas energias mais elevadas. Mesmo com a jornada áspera e a existência pelo frio do vento da adversidade, é para vós que o Evangelho de Jesus Cristo foi escrito. Tudo é mais um degrau para a verdadeira Luz. Viver pela lei justa e equitativa, abrindo-vos as perspectivas radiosas do futuro, fará luzir o raio de esperança. E nestas verdades descritas nestas linhas, inspire e expire respeito, amor e verdade. Nossa passagem pelo mundo não terá sido estéril se contribuir para mitigar uma só dor, para esclarecer uma só inteligência em busca da verdade, para reconfortar uma só Alma vacilante e contristada. Somente vive com proposito, quem suporta o processo. Livros, mentes e guarda-chuvas somente servem se os abrimos. O amor é o principal ingrediente de todas as receitas da vida. A raiz de todo sofrimento está no apego. Confiar é muito bom, mas ser confiável é ainda melhor. E com a amada, querida e estimada Alma gêmea, nossa eterna gratidão. Bom dia e boas energias. Eu acredito em você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima