Por que não?

Antonio Carlos Bonassi

 

Toda mudança gera movimento. Todo movimento gera ondas que se propagam desde o ponto em que são produzidas, transportando energia. Embalados por essa energia é que ousamos expressar em voz alta a existência de um sonho que cochila serenamente, feito semente, aguardando a hora de deixar o campo das ideias e se tornar realidade.
Em maio de 2022 a Rádio Educativa FM completa 34 anos. Ativa e dinâmica, ela tem a singela pretensão de se tornar Mais. Mais conectada, mais moderna, mais acessível, mais próxima da comunidade e, claro, ainda mais querida… O plano de melhoria contínua da rádio contempla um projeto desafiador: a transferência de suas instalações para o novo Complexo de Turismo, Lazer e Cultura que se pretende instalar no maior centro de eventos da cidade de Piracicaba, o Engenho Central.
É um sonho ousado? Talvez um pouco, mas totalmente possível de ser realizado, coerente e produtivo. A Rádio Educativa FM merece novas instalações, com todas as adequações exigidas nos próprios públicos modernos. O sonho de migrarmos de mala, estúdios, microfones e “cuia” para o Engenho vai ao encontro de um projeto ainda maior da atual Administração municipal, que é o de transformar aquele complexo no Engenho da Cultura. E justamente no ciclo em que celebramos 100 anos da chegada do rádio no Brasil, esse valente veículo de comunicação que se reinventa a cada dia já se tornou sinônimo de cultura, de entretenimento, de informação e, principalmente, de utilidade pública.
E por que não levar mais este instrumento de comunicação para ainda mais perto de onde o público está? Com todo o respeito e cuidados com os recursos que não são muitos, tornaremos o espaço acessível a todos os tipos de deficiências, adequando as instalações para atender as demandas de todas as plataformas de comunicação (rádio, TV, internet com imagem, som, streaming, dentre outros). No Engenho a comunicação online e ao vivo de eventos, entrevistas, informes será ampliada. Nesse contexto, a Rádio tem potencial para se tornar mais um elemento de fortalecimento turístico da cidade e instrumento educacional, recebendo visitas de escolares, onde os pequenos cidadãos têm muito a aprender sobre a importância dos meios de comunicação.
E mais: o Engenho tem sido frequentado por artistas das mais variadas linguagens, músicos, atores, atrizes, diretores de teatro, pessoal da dança, do humor gráfico do Brasil e do exterior, personalidades políticas, pintores, escultores, fotógrafos, ativistas culturais que pela proximidade dos espetáculos, poderão ser entrevistados, terem seus trabalhos comentados, ampliando a divulgação das suas ideias e conteúdos artísticos. Tudo isso, ali, bem pertinho. Também as festas populares, com seus apelos culturais e filantrópicos, o nosso Carnaval, a Festa do Divino ali do outro lado do rio, as possibilidades de integração com o teatro, a nova Pinacoteca, a nova biblioteca, entre outros espaços. Tudo bem pertinho da nossa rádio já caminhando para sua quarta década.
Se você, leitor, chegou até aqui, pode até estar pensando que a ideia é tão boa que alguém deveria ter pensado nisso antes. Mas, antes tarde do que nunca. Que tal, num futuro não tão distante, em uma dessas visitas ao Engenho, ter a oportunidade de conhecer os estúdios da Nova Rádio Educativa FM e parar para tomar um café? Por enquanto, isso é somente um sonho. Entretanto, sonho que se sonha junto, pode se tornar realidade. É crer para ver.

___

Antonio Carlos Bonassi, diretor-presidente da Rádio Educativa FM.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima