“Abraços virtuais”: Hyundai conclui projeto de voluntariado on-line

A ação é coordenada pela área de Responsabilidade Social da montadora – Foto: Divulgação

A Hyundai Motor Brasil concluiu nesta última semana as ações do Projeto Voluntariado Virtual, iniciativa que contou com a parceria da ONG Gaia+, de Piracicaba, e do Instituto Velho Amigo, de São Paulo. A ação, coordenada pela área de Responsabilidade Social da montadora, reuniu mais de 30 colaboradores que dispuseram parte do seu tempo para enviar “abraços virtuais” às crianças e idosos das instituições parceiras. Desde fevereiro, os voluntários gravaram uma série de vídeos, compartilhando um pouco sobre a sua rotina, seu trabalho e interesses pessoais. Receberam ainda as respostas, também no formato de vídeo, das crianças e pessoas idosas participantes.

“A Hyundai tem em sua cultura o constante desejo de aproximação com as comunidades. Sabemos que vivemos um momento atípico no mundo, que impede ações presenciais e de impacto positivo mais direto na vida das pessoas. No entanto, identificamos no Voluntariado Virtual uma grande oportunidade de nos fazer presentes na vida destas pessoas que tanto precisam de atenção. Muitas vezes, ter alguém com quem conversar faz toda a diferença”, declarou Ricardo Martins, vice-presidente administrativo da Hyundai Motor Brasil.

Ao todo, foram quase 200 vídeos, de aproximadamente três minutos cada, produzidos pelos voluntários e trocados via e-mail e WhatsApp. Entre voluntários, crianças, idosos e familiares, foram quase 150 pessoas impactadas direta e indiretamente pela iniciativa. “Muita gratidão à Hyundai por nos proporcionar essa experiência, na qual quem mais ganha e aprende somos nós, os voluntários. Todo o projeto gerou um sentimento de companheirismo, solidariedade, amor ao próximo e alegria. Foi gratificante receber a resposta do vídeo que enviei e difícil não me emocionar”, conta Marília Honorária dos Santos, operadora de Pintura da Hyundai Motor Brasil e voluntária do projeto.

O Instituto Velho Amigo, localizado em São Paulo, é uma organização sem fins lucrativos que promove ações e atividades que estimulam a valorização de idosos em situação de vulnerabilidade social e fomentam a cultura de inclusão, assegurando direitos e inspirando uma sociedade sensibilizada com a causa do envelhecimento e da longevidade. Por ano, são impactadas 1,7 mil pessoas diretamente, além de outras 1,5 mil provenientes de 22 organizações da rede de acolhimento de idosos da Grande São Paulo. A entidade realiza ainda mutirões de saúde, beleza e atendimento odontológico e oftalmológico.

“Beneficiamos mais de 15 mil idosos ao longo dos 20 anos de história. Mas nunca nos deparamos com cenário similar ao desta pandemia. As pessoas mais velhas, que já são naturalmente mais solitárias, viram este cenário piorar com o isolamento rígido necessário para os grupos de risco. Felizmente, com o apoio da tecnologia e de empresas como a Hyundai, conseguimos amenizar um pouco esta situação e oferecer atividades diferentes para os dias dos nossos idosos, propiciando o desenvolvimento de habilidades cognitivas, emocionais, além de acolhimento e interação social. O saldo da iniciativa foi excelente e certamente irá inspirar outras ações”, aponta Débora Santos de Conti, gerente executiva do Instituto Velho Amigo.

Já a ONG Gaia+, de Piracicaba, premiada como uma das 100 Melhores ONGs do Brasil em 2018 e 2020, tem por missão possibilitar que as pessoas atinjam o máximo de suas potencialidades por meio da educação, ampliando a consciência e a compaixão, para construir um mundo melhor. Atualmente trabalham com 75 crianças que vivem em vulnerabilidade social e frequentam do 1º ao 5º anos do Ensino Fundamental de escolas públicas da região. Entre seus os principais objetivos estão a promoção da empatia, o estímulo à socialização e a troca de experiências através de “abraços virtuais”. Também é uma forma de amenizar o isolamento social e a solidão, devido à pandemia do Covid-19.

“A iniciativa foi incrível e ficamos muito felizes em contar com o apoio da Hyundai. Certamente foi um período que fez muita diferença para nossas crianças, tanto do ponto de vista do momento solitário de distanciamento social, quanto das perspectivas de vida que estas crianças passam a ter após o contato com diferentes profissionais, experiências e carreiras. Temos certeza que estas conversas ficarão marcadas na memória dos nossos pequenos para sempre”, afirma Gabriela Pacífico, diretora da ONG que existe desde 2015 e já beneficiou mais de 300 crianças da região.

Para saber mais sobre os projetos, acesse o site de cada iniciativa: Projeto Gaia e Instituto Velho Amigo.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima