João Vitor fala dos desafios na Prefeitura de Águas

João Vitor Barboza fala das dificuldades financeiras, mudanças nas secretarias e apoio do setor privado – Foto: Daniella Oliveira

Daniella Oliveira
[email protected]

Com previsão orçamentária para 2021 de R$ 28 milhões, ou seja, R$ 4 milhões a menos que o ano anterior, além de diversas restrições impostas pelo decreto da pandemia de coronavírus, o prefeito eleito de Águas de São Pedro, João Vitor Barboza (Cidadania), fala sobre os desafios de comandar e prefeitura da estância nos próximos anos. Apesar de garantir que apresentará novos nomes, ele terá que manter as 10 secretarias.

“Infelizmente, por conta do decreto da pandemia, não posso fazer ajustes nas secretarias. Estou levantando informações e demandas para analisar possibilidades de enxugar contratos, diminuir gastos e, principalmente, buscar parcerias da iniciativa privada”, disse João Vitor, que iniciou a transição na prefeitura de Águas na semana passada.

Segundo João Vitor, atualmente a prefeitura conta com 337 funcionários efetivos, 17 comissionados, 10 secretarias e mais a procuradoria geral. “Meu desafio não é apenas ajustar a economia para ter mais capacidade financeira, mas é lidar com as limitações até ter a capacidade legal de fazer as mudanças, como por exemplo, nas secretarias. A única coisa que eu posso adiantar é que mesmo tendo que mantê-las, vou apresentar novos nomes”, ressaltou.

Questionado sobre a limpeza e manutenção dos pontos turísticos da estância, João Vitor disse que o assunto já está sendo discutido. “Mesmo tendo que focar os primeiros dias de administração com planejamento orçamentário, essa questão da limpeza, manutenção e requalificação será pontual em cada bairro. Se for necessário, vamos alocar funcionários ou até terceirizar os serviços”.

Antes da entrevista, João Vitor recebeu membros do Comtur e da Rede Acesso para discutir propostas de parcerias para eventos esportivos na cidade. “Essa busca por parcerias será fundamental nesse primeiro ano por conta dos reflexos da pandemia. Não falo apenas em eventos, mas também penso que podemos oferecer concessões de espaços que hoje não são bem utilizados”.

Sobre turismo, também com a participação de empresas privadas, o prefeito eleito iniciou discussão para o projeto Rota Turística Regional. “Com um trabalho profissional de marketing e assessoria de imprensa, além de colocar Águas de São Pedro numa vitrine nacional e até internacional, esse projeto deverá incluir várias cidades turistas aqui da região”, explicou.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima