Cursinho Municipal cria canal no YouTube

Amanda Amaral, mantém a rotina de estudo em casa – Amanda Amaral, mantém a rotina de estudo em casa

O Cursinho Municipal gratuito oferecido pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Diretoria Regional de Ensino, conta com uma nova ferramenta para manter o ritmo de estudo dos alunos, mesmo neste período de férias antecipadas por conta do novo coronavírus. Um canal no YouTube foi criado para que as aulas sejam transmitidas ao vivo.
O aluno vai ser informado quando a transmissão será feita e ele terá opção de assistir ao vivo e, ainda, acessar posteriormente o conteúdo, que ficará hospedado na plataforma. “As dúvidas serão sanadas no chat de perguntas”, explica o coordenador do cursinho, Armando Alves Damaceno.
O canal no YouTube já foi criado, mas pode ser acessado apenas pelos alunos do cursinho. “Nele podemos realizar aulas on-line, ao vivo, sabendo quantos participantes temos acompanhando a aula e, se quisermos, através do chat de perguntas sabermos os presentes”, disse Damaceno.
Além dessa ferramenta, o aplicativo WhatsApp e e-mails têm sido utilizados pelos professores e estudantes. Os alunos contam ainda com suporte técnico da PoliSaber, fornecedora do material didático.
ESTUDO EM CASA

Para não perder tempo, os estudantes do cursinho são incentivados a manter a rotina de estudos em casa. “É algo totalmente diferente para mim. Criei com isso uma certa autonomia nos estudos; costumo procurar por vídeo aula e isso tem me ajudado bastante, mas a maior dificuldade é manter o foco por estar em casa. Por isso, resolvi organizar meus horários e sempre me lembrar do meu objetivo. Isso me ajuda a criar uma rotina de estudos. Tem sido uma experiência desafiadora”, disse a estudante Bruna de Oliveira Spadão, que pretende cursar Odontologia na FOP (Faculdade de Odontologia de Piracicaba).
A professora de literatura, interpretação de texto e redação, Ana Maria Campos de Ávila, lamentou o momento atual de pandemia, mas lembrou que, desde o começo, os professores se preocuparam em manter contato com os alunos e enviar-lhes material didático com slides, vídeo-aulas e exercícios. “Além disso, seguimos a sequência da apostila deles, cobrando os exercícios dela e os extras que enviamos. Tenho pedido a eles propostas de produção de textos (modelo Enem, Unesp, etc) que estão me enviando por e-mail e, desse modo, posso fazer uma devolutiva individual também por e-mail”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima