Série D SÓ com merecimento!

Luiz Tarantini

Olá, alvinegros apostólicos romanos! Obrigado, pela sua companhia semanal, mesmo com toda essa loucura perigosa da pandemia. Conseguimos nos manter firmes e fortes, no propósito de bater aquele papo com vocês, e tentar dividir as atenções com o pouco de informações do XVzão com todos vocês.
O São Caetano, campeão da edição 2019 da Copa Paulista, escolheu disputar o Brasileiro da série D de 2020. Essa condição foi conquistada com méritos dentro de campo, com o título em cima do nosso Nhô Quim. O XV, por sua vez com o vice-campeonato, ficou com a vaga da Copa do Brasil e disputou duas partidas, sendo eliminado pelo América MG dentro do Barão, nas penalidades máximas. Essa história já é conhecida e reconhecida por todos, tudo o que aconteceu até agora foi “legítimo”.
A desistência do time do ABCD paulista, por falta de recursos financeiros, “não” dá ao XV de Piracicaba o direito da vaga diretamente, uma vez que o XV já optou pela Copa do Brasil e nesse caso de herdar a vaga, estaria acumulando duas competições nacionais, o que até o mais fervoroso torcedor do alvinegro sabe muito bem quem não seria honesto.
Uma coisa é querermos o melhor para o clube piracicabano, outra é conseguir atalhos sem merecimento para subir no ranking nacional. Tudo o que o Nhô Quim conquistou até hoje foi dentro das quatro linhas, sem tapetões e processos administrativos. A escalada para o cume, utilizando outras camisas e escudos de times do mesmo nível financeiro como degrau, tendo a sensação de ter passado injustamente alguém para trás, não condiz com a história centenária que o alvinegro formou com honestidade, suor e muita perseverança.
Para quem achar que essa vaga é por direito do time piracicabano, deve ter suas definições de “atitude desportiva” todas revistas, pois não passa no vocabulário popular do famoso “ganha-ganha”, coisa bem comum na política nacional, Ops! Já havia me esquecido que nestes últimos anos e acontecimentos, essa teoria navegou e fluiu bastante pelos lados do Barão.
A vaga por direito é do terceiro colocado da Copa Paulista, no caso os times de Mirassol e São Bernardo é que deveriam pleitear tal vaga, e a FPF com os critérios de desempate passasse essa vaga na série D para um dos dois clubes.
Não se pode requerer algo que não é de merecimento de fato, o XV torno a falar, ficou com a vaga da Copa do Brasil e a disputou, com retorno financeiro e de visibilidade, assim como subiu algumas posições no ranking da CBF. A César o que é de César, e ao XV o que é do XV. A cada dia que passa, me orgulho mais da frase criada pela torcida ARXV ( Amor Real XV), presidida por meu amigo Carlinhos Leite: “Tudo pelo XV, nada do XV”.
Luiz Tarantini é consultor Comercial / Marketing(19) 99639-2028

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima