Rede pública: Bebel quer merenda para todos os alunos

Bebel: merenda escolar a todos os alunos e auxílio aos professores eventuais e da categoria O – Crédito: Divulgação

presidente da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), deputada estadual Professora Bebel (PT), defende que o vale-merenda que está sendo pago pelo Governo de São Paulo, comandado por João Doria (PSDB), seja ampliado e beneficie todos os alunos da rede pública estadual que estão de quarentena, uma das medidas para conter a disseminação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).
A deputada também quer que o Governo do Estado garanta um auxílio pandemia para os professores eventuais e da categoria O, que só recebem quando pegam aula. “É uma falta de respeito da Secretaria com esses profissionais, que logo vão entrar em vulnerabilidade. O sindicato vai trabalhar para dar uma cesta básica aos que realmente estão necessitados, mas não vai resolver o problema”, afirma Bebel.
De acordo com a Professora Bebel, o programa Merenda em Casa, que visa garantir a alimentação dos estudantes durante as medidas de enfrentamento à pandemia, prevê o benefício de R$ 55,00 mensais para apenas cerca de 700 mil alunos, o que representa 20% do total dos atendidos pelo programa na rede. O Estado tem um total de 3,5 milhões de alunos, sendo 60 mil alunos em Piracicaba e região.
Bebel destaca que a Apeoesp procurou a Secretaria da Educação para tratar da questão. A resposta dada foi que esses estudantes não precisam do benefício, já que seriam de “classe média”. “Se fossem da classe média estariam estudando em escolas particulares. Infelizmente, o Governo do Estado quer enxugar o orçamento do Estado por meio da merenda escolar. Se esses alunos estivessem na escola, não teriam que comer?”, ressalta.
A presidente da Apeoesp também questiona o ensino à distância proposto pelo Governo do Estado. “Se for pela TV Educativa, não vejo problema, mas obrigar a criança a ter celular ou computador acaba excluindo parcela significativa dos alunos, exatamente aqueles que mais precisam”, enfatiza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima