Começa reforma e modernização do TCI

Bilheteria da entrada pela rua Dom Pedro I já foi demolida e parte elétrica retirada – Crédito: Eleni Destro/CCS

As obras de reforma e revitalização do TCI (Terminal Central de Integração Comendador Antônio Romano) já começaram. Os trabalhos se concentram na Bilheteria 1, com entrada pela rua Dom Pedro I, que já foi demolida. A parte interna dos banheiros dessa bilheteria teve os revestimentos retirados, assim como as louças. Parte do piso nesse ponto também foi demolida para concretagem. Na segunda (13), começa a demolição do refeitório dos motoristas e da plataforma A.
O investimento municipal na reforma e revitalização será de R$ 3.226.766,00, o que significa uma economia de 25% do valor inicial, que era de R$ 4,3 milhões. O TCI recebe por mês 405 mil passageiros (acesso via catracas) e atende 51 linhas de ônibus da cidade. A obra integra o projeto dos Corredores de Ônibus. As obras contemplam bilheterias, pistas de rolagem, plataforma de embarque, além de melhorias nos sanitários para o público e funcionários, instalação de uma nova caixa d’água, telas antipássaros, lixeiras e nova comunicação visual, além de outros serviços.
A modernização contempla também a acessibilidade, com rampas, instalação de pisos podotáteis e banheiros acessíveis. De acordo com o prefeito Barjas Negri (PSDB), a Administração tem avançado nas melhorias dos terminais urbanos da cidade. “Já entregamos o Vila Sônia e o Pauliceia, totalmente reconstruídos, e o Terminal Cecap Eldorado, modernizado e reformado. O Terminal Piracicamirim está com as obras aceleradas”, explicou.
O TCI entrou em operação há 29 anos, em novembro de 1991. Possui conexões com os demais terminais da cidade: Cecap, Piracicamirim, São Jorge, Pauliceia e Vila Sônia. Barjas ressaltou que o TCI necessita urgentemente dessas mudanças. “Vamos entregar à população um terminal melhor estruturado, mais moderno e acessível para que usuários do transporte coletivo e funcionários tenham mais conforto”, ressaltou.
TERMINAL PROVISÓRIO

O terminal provisório, para atender os usuários durante a reforma, é uma extensão da plataforma C, com 7 baias. Assim, enquanto uma das plataformas é reformada, a provisória atenderá as linhas relacionadas a ela. As outras duas plataformas continuam funcionando normalmente. A plataforma provisória ficará paralela à avenida José Micheletti e será coberta e fechada na parte de trás (da avenida citada).
CORREDORES DE ÔNIBUS

O projeto de modernização e instalação de corredores consiste em destinar uma faixa preferencial para os coletivos em uma extensão total de 31,7 km em algumas das principais avenidas. As obras podem reduzir em até 20% o tempo de viagem dos passageiros. Além dos corredores, o pacote contempla a modernização dos terminais. A execução dos corredores de ônibus tem recursos obtidos por meio de financiamento do programa Mobilidade Médias Cidades, da Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 52,6 milhões, e R$ 2,8 milhões de contrapartida do município.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima