Coronavírus: Sindicato dos Bancários distribui máscaras

Nesta quarta (8), o Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região (Sindban) começa a distribuir máscaras de proteção à categoria. A entidade adquiriu mais de 1.000 máscaras para esse fim. Segundo George Gao, diretor geral do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, “não usar máscara contra coronavírus é um grande erro. A equipe dele foi a primeira a isolar e sequenciar o SARS-CoV-2, ou coronavírus 2, da síndrome respiratória aguda grave, que causa a doença chamada Covid-19.
“As máscaras não resolvem todo o problema, mas são equipamentos importantíssimos de proteção, principalmente para quem está atendendo ao público, como é o caso dos bancários e por isso estão mais expostos aos riscos de contaminação”, comenta José Antonio Fernandes Paiva, presidente do Sindban.
BANCOS

A iniciativa é inédita do País e, de certa forma, supre um descuido de alguns bancos que já deveriam ter tomado a frente na distribuição em massa de máscaras. Uma minoria de bancários recebeu essa proteção dos bancos.
Paralelamente a entrega das máscaras o sindicato vai colocar um carro de som nas ruas para alertar sobre os riscos de contaminação, pedindo para as pessoas ficarem em casa.
MORTES 

Não há um levantamento sobre o número de bancários contaminados com o covid-19 no Brasil. Mas há relatos de mortes na categoria por contágio do coronavírus. Dia 04 de abril, um gerente da Caixa Econômica Federal de São Mateus (ES), 36 anos, faleceu vítima do Covid-19. No dia 2, uma bancária do Santander faleceu vítima de Covid-19, ela trabalhava no Vila Santander Paulista, São Paulo. E, no Rio de Janeiro, um funcionário do Banco do Brasil, 66 anos, que trabalhava na agência do Catete, morreu no dia 29 de março, com todos os sintomas do coronavírus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima