Acolhimento: pelo menos 25, “em situação de rua”, vão para Centro

Equipes da Smads fizeram abordagem das pessoas em Crédito: Divulgação/CCSsituação de rua –

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) deu início, segunda (6), ao trabalho de abordagem dos moradores em situação de rua para saber quais estão interessados em aderir ao isolamento social como combate à pandemia do coronavírus. O local preparado para recebê-los é o Ginásio de Esportes 2, do Jaraguá, onde foi criado o Centro de Acolhimento ao Morador em Situação de Rua, com toda estrutura necessária. Até às 14h, 25 pessoas já tinham aderido. O local tem capacidade para abrigar 100 pessoas. Esse trabalho será desenvolvido pelos técnicos da equipe do Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas) em parceria com o Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância (Crami)
Durante a abordagem, a equipe explica a este público os riscos de ficar nas ruas neste período de pandemia, a importância do isolamento social e quais benefícios eles terão em se alojar no Centro de Acolhimento, onde terão tratamento diferenciado, incluindo atendimento médico, odontológico e terapia ocupacional, além de quatro refeições diárias.
A equipe tem o apoio de um motorista e uma van para fazer o transporte do morador que aceitar se abrigar no espaço. “Será um processo de instrução e convencimento da população sobre o atendimento diferenciado que receberão no local”, explica Fabiane Fischer Gomes Oliveira, titular da Smads.
Carlos Borges, coordenador do Seas, explica que o vínculo que existe com os educadores que realizam a abordagem e a confiança na equipe, colaboram no convencimento para que a população adira ao isolamento no ginásio.
Para o funcionamento do Centro, além do apoio de diferentes secretarias municipais e o trabalho técnico das Secretarias Municipais de Assistência e Desenvolvimento Social e da Saúde, o local contará com o apoio do reverendo Sérgio Paulo Martins Nascimento e da sua equipe de voluntários ligada à Associação Presbiteriana de Filantropia de Piracicaba
VISITA 

Na tarde do último sábado (4), o prefeito Barjas Negri, acompanhado de secretários, promoveu uma visita ao local junto com padres e pastores. Na ocasião, ele explicou a proposta que teve o apoio da equipe da Smads e também da Associação Presbiteriana de Filantropia de Piracicaba (APFP), que é a entidade responsável pela Casa de Passagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima