Cansativa viagem

Tarcisio Angelo Mascarim

Antes de transmitir a mensagem publicada por Kévin Boucaud-Victoire, no site Aleteia.org, no dia 23 de dezembro de 2019, tomo a liberdade de transcrever o introito do evangelho de Lucas 2, 1-14, do dia 24.12.19: “… Aconteceu que naqueles dias, César Augusto publicou um decreto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era Governador da Síria. Todos iam registrar-se cada um na sua cidade natal. Por ser da família e descendência de Davi, José subiu da cidade de Nazaré, na Galileia, até a cidade de Davi, chamada Belém, na Judeia, para registrar-se com Maria, sua esposa, que esta grávida (…)”.
Agora, vamos à mensagem de Kévin Boucaud-Victoire, cujo título é “De Nazaré a Belém: a cansativa viagem de Maria e José”:
“Para trazer Jesus ao mundo em Belém e cumprir as profecias do Antigo Testamento, Maria e José tiveram que enfrentar provações difíceis.
José e Maria moravam em Nazaré, norte da Galileia, quando Maria engravidou de Jesus, de acordo com o Evangelho de Lucas.
Uma viagem de mais de 150 km – Quando Maria estava quase no final de sua gravidez, o Imperador Augusto ordenou um grande censo que obrigou todos a irem para sua cidade natal.
Assim, José, que pertencia à família de Davi, deixou Nazaré, a cidade da Galileia, e foi para Belém, da Judeia, a cidade de Davi (Lucas 1, 4).
Uma viagem de 156 quilômetros que representou uma provação difícil para o casal em um momento em que as estradas não eram pavimentadas e o único meio de transporte disponível era o burro ou o camelo. A isto devemos acrescentar que José, segundo algumas tradições, poderia já não ser tão jovem e que Maria estava quase no nono mês da gravidez.
Belém, chamada Efratá nos tempos antigos, está localizada a 7 km ao sul de Jerusalém, mas a uma altitude de 750 metros. Embora fosse a cidade do rei Davi, a cidade era considerada secundária na época. No entanto, a estrada, muito montanhosa, era percorrida por muitas caravanas que iam de Jerusalém ao Egito.
Os evangelhos canônicos não dizem nada sobre o meio de transporte que o casal usava, mas podemos assumir que eles tinham à sua disposição um burro. Eles provavelmente dormiram três ou quatro noites sob as estrelas ou em hospedaria.
Uma jornada cansativa no final da qual os cônjuges encontraram apenas um estábulo para dormir. A celebração do Natal deve, portanto, lembrar o valor e a entrega desse casal exemplar. ”
Com o sacrifício de José e Maria temos o Salvador do mundo, para nos abençoar, perdoar e conceder a vida eterna.
Por outro lado, temos seis países em que o Menino Jesus é “proibido de nascer”: Brunei, situado no sudeste da Ásia, com a população de 428.697 em 2017; Somália, situada no Chifre da África, com a população de 10.817,364 em 2016; Tadjiquistão, situada na Ásia Central, com a população de 9.368.165 em 2019; Arábia Saudita, com a população de 22.707.576 em 2017; Coreia do Norte, com a população de 25.490.000 em 2017, e China, com a população de 1.408.378.938 em 2019. É um absurdo!

_______
Tarcisio Angelo Mascarim é sócio e administrador da Mascarim & Mascarim Sociedade de Advogados (mais artigos no tarcisiomascarim.blogspot.com)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima