Covid-19: Prefeitura fecha parques e o Horto de Tupi

Cinco parques da cidade considerados “fechados” (que mantêm gradil no seu entorno) estão com acesso proibido ao público desde ontem (24), como medida de enfrentamento da pandemia do coronavírus (Covid-19). O Horto de Tupi também está encerrando as visitações públicas temporariamente.
Obedecendo à quarentena do município – estabelecida pelo Decreto Municipal Nº 18.230, de 23 de março de 2020, que informa a situação de calamidade pública na cidade – o Parque da Rua do Porto, o Parque do Piracicamirim, a Estação da Paulista, o Parque do Monte Líbano e o Parque Natural da Cidade (em Santa Teresinha, às margens da SP-304) permanecerão com as portas fechadas até o dia 7 de abril – prazo este que poderá ser prorrogado conforme a necessidade. Os cinco parques são de responsabilidade da Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente).
A Estação Experimental de Tupi (Horto de Tupi) – que se encontra dentro de uma área de proteção do Governo do Estado de São Paulo – também ficará fechada até o final do mês que vem. Além da quarentena municipal, o governo paulista – por meio da Sima (Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente) -, também baixou uma resolução determinando o fechamento do Horto de Tupi e de outros parques estaduais de sua responsabilidade “até o dia 30 de abril”.
Desde a semana passada, o complexo Paraíso da Criança/Zoológico Municipal de Piracicaba e a área de exposição de animais taxidermizados do NEA (Núcleo de Educação Ambiental), no Parque do Mirante, já tiveram suas portas fechadas ao público por tempo indeterminado. A Prefeitura e a Sedema reiteram o pedido para que a população evite, durante o período da quarentena, frequentar outros parques e praças públicas como, por exemplo, a Área de Lazer do Trabalhador e o Parque do Mirante, para evitar a disseminação do vírus.
A Sedema informa que as empresas terceirizadas prosseguem executando os serviços de conservação, higienização e limpeza dos 23 sanitários públicos, bem como dos três cemitérios municipais, e que neste momento de quarentena elas reforçaram suas medidas e práticas sanitárias, como forma de garantir a segurança da população e de seus funcionários. A Piracicaba Ambiental, concessionária responsável pela coleta do lixo, também intensificou os cuidados em relação a seus empregados e à execução dos serviços públicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima