Prevenção Simespi e Metalúrgicos alinham ações

Dirigentes e assessores: medidas para enfrentar o coronavírus – Crédito: Divulgação

Com o objetivo de traçar ações conjuntas para auxiliar empresários e trabalhadores neste momento de pandemia de Covid-19, transmitida pelo coronavírus, os presidentes do Simespi (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas, de Material Elétrico, Eletrônico, Siderúrgicas e Fundições de Piracicaba, Saltinho e Rio das Pedras), Euclides Libardi, e do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba e Região, Wagner da Silveira, Juca, reuniram-se ontem (18), juntamente com os representantes de seus departamentos jurídicos.

A reunião foi realizada com o intuito de alinhamento uma vez que as esferas governamentais ainda não enviaram nenhuma orientação oficial a ser seguida. A Prefeitura de Piracicaba e os órgãos de saúde fizeram vários apontamentos necessários sobre os cuidados com o coronavírus no ambiente de trabalho. Os sindicados concordam que optar pela quarentena é uma questão variável, ou seja, cabe as empresas analisarem se essa é ou não a situação ideal devido a uma série de fatores. Os dois presidentes ressaltaram que a manutenção do funcionamento ou a interrupção é uma decisão particular de cada empresa, conforme sua realidade estrutural e financeira.

Outro ponto importante foi que tudo o que for decidido entre empresa/trabalhador, deverá ser aprovado pelos dois lados. Neste momento de incertezas, os acordos devem seguir um padrão formal para que ninguém se prejudique, além de transparecer segurança e confiabilidade. As ações que forem formalizadas deverão ter um prazo estimado de 90 dias, aproximadamente, pois estima-se que este é o período mais crítico de contágio pelo coronavírus.

Ambos os sindicatos (patronal e do trabalhador) continuam em contato permanente para fornecer os esclarecimentos pertinentes. “É importante salientar que essas necessidades deverão estar em conjunto com a realidade de cada empresa e, também, de acordo com o entendimento dos sindicatos”, ressalta, Euclides Libardi, presidente do Simespi.

Para Wagner da Silveira, o Juca, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Piracicaba e Região, todos os casos passíveis de negociação terão o respaldo dos nossos departamentos jurídicos. “As deliberações discutidas hoje são em prol de conter o contágio pelo vírus”, comenta.

APOIO JURÍDICO 

As empresas ou trabalhadores que desejarem tirar dúvidas sobre o assunto deverão ligar nas sedes dos sindicatos e conversar com o responsável pelo departamento jurídico de cada sede. Simespi: (19) 3417-8600. Sindicato dos Metalúrgicos: (19) 3417-8140 – 9 9659-8062.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima