Capiau de Piracicaba

SAÍDA? – I

A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL) – a senhora que chorou quando defendeu o impedimento da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e que teve mais de dois milhões de votos para a Alesp – está arrependida do voto que deu ao presidente Jair Messias Bolsonaro (hoje sem partido, mas se elegeu pelo PSL). O que este Capiau diz? Coisas da política e da Política também.

SAÍDA? – II

Também a deputada estadual Janaína Paschoal afirma que o presidente Bolsonaro precisa ser afastado da Presidência da República, assumindo o seu vice, General Hamilton Mourão (PRTB). Bobagem, deixem o Capitão Reformado lá, já que teve a maioria dos votos e, em 2022, o povo volta a escolher. Certamente, o General Mourão será candidato, pelo andar da carruagem política.

AGRESSÕES

Ao chegarem à realidade dos fatos, agressão mútua, o governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), e o senador Major Olympio (PSL-SP) demonstram que não estão preparados para a vida pública, lideranças que são do povo paulista. Há algo o que fazer? Não. Só esperar nas novas eleições (2022 para o governador e 2026 para o senador). São coisas que acontecem em política.

SUPLENTE – I

O primeiro suplente do PSD (Partido Social Democrático), José Francisco Roncato, Chico Roncato, tomou posse ontem (17), às 14h, na sala de reuniões da Presidência, ocupando a vaga do vereador Paulo Campos. O advogado pediu afastamento, por motivos pessoais, no período de 13 de março a 11 de abril, levando à convocação do suplente.

SUPLENTE – II

Com 65 anos, Chico Roncato é natural de São Pedro, viveu durante 25 anos em  Charqueada e mudou-se para Piracicaba em fevereiro de 1982. Aqui, construiu um prédio comercial e montou um depósito de bebidas, no Distrito de Santa Teresinha, no qual trabalhou durante 20 anos até se aposentar, em 2010.

REQUERIMENTOS

Entre os requerimentos aprovados na reunião de segunda (16) da Câmara, estiveram os de número 222 e 223, do vereador Laércio Trevisan Jr. (PL), que pedem informações ao Executivo sobre a manutenção, jardinagem e conservação de áreas verdes de espaços públicos; e sobre a taxa de mortalidade infantil, casos confirmados de febre maculosa e de dengue em Piracicaba.

ESFORÇOS

Todos os políticos estão se esforçando, dos municípios à União, para um controle técnico da pandemia do coronavírus. Todas as ações são técnicas, com orientação dos que entendem do assunto, médicos sanitaristas principalmente. Mas há uma fatia de aproveitamento político da situação, que não contribui como prevenção, mas ajuda a população passar o tempo, já que a desaceleração dos serviços está implantada. Não só no Brasil, mas em todo o mundo.

CALENDÁRIO

Único detalhe do calendário eleitoral é a “janela”, até dia 3 de abril, para que os candidatos a vereador e a prefeito mudem de legenda, o que sempre chamam de “dança dos partidos”. Várias alterações já ocorreram e a que mais se destaca, até o momento, é a filiação da vereadora Nancy Thame ao Partido Verde (PV). Além dos candidatos a vice do prefeito Barjas Negri (PSDB), para a reeleição, uma boa especulação paira sobre o pré-candidato a vice da pré-candidata Nancy. Composições à vista.

PATRIOTA – I

Agora é definitivo, Erika Gora, definida como pré-candidata a prefeita pelo Patriota. Em reunião sexta (13), o partido Patriota fechou questão, entra no caldeirão político da cidade, levando o nome de Erika, com objetivo de trazer, para Piracicaba, uma política visando o melhor, o novo. Já tem os 35 nomes de pré-candidatos a vereador.

PATRIOTA – II

Entre as lideranças que concorrem ao pleito no dia 4 de outubro, está Silvestre Dilio, líder comunitário na região do Higienópolis, membro da comissão local de Saúde do Caxambu e conselheiro municipal de Saúde, que entra na disputa com novas ideias.

Capiau

Érika Gorgata, a convite dos seus pré-candidatos a vereador, já tem saído para conversar com lideranças, conhecer as necessidades e anseios dos piracicabanos, com o objetivo de preparar campanha que atenda aos anseios da população. Mas, até agora, não fala em nome com pré-candidatura a vice! O presidente do Patriotas, Bruno Guimarães, por algum tempo e a seu modo, ficou no ninho tucano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima