Capiau de Piracicaba

VERDE – I

Ao assinar a ficha de filiada ao Partido Verde (PV) – abonada pelo presidente do Diretório Municipal, João Paulli –, a vereadora Nancy Thame foi “aclamada” pré-candidata a prefeita de Piracicaba nas eleições de outubro. “Uma mulher exemplar, imensa, mãe, corajosa, companheira”, disse Paulli, homenageando a nova filiada que, após a assinatura, ao som do Hino de Piracicaba, tinha uma camisa do PV reservada. Detalhe: Pauli foi vereador e vice-prefeito e é contra a reeleição.

VERDE – II

Emocionado, o ex-vereador Bruno Prata representou Mendes Thame – nosso sempre deputado federal, como disse Prata – e leu, no celular, uma mensagem especial à Nancy, sua esposa, e aos companheiros do Partido Verde. Falou da doença que não lhe permite estar nas reuniões como gostaria e da dedicação de Nancy Thame, que saberá enfrentar a empreitada que escolher.

VERDE – III

De fora, veio como representante do Diretório Estadual do Partido Verde o ex-prefeito de Atibaia José Ricardo Trícoli, para saudar a nova companheira e incentivar sua pré-candidatura a prefeita de Piracicaba. Contou da sua experiência no PV, suas campanhas políticas, já que foi reeleito em 2004. Nos bastidores, detalhou como foram as eleições para a presidência do Consórcio PCJ em 2005, com detalhes interessantes sobre os 30 votos a 19 (…).

MULHERES – I

Com a decisão da vereadora Nancy Thame de sair do PSDB – em cuja legenda ficou acuada sem horizontes para ampliar a atividade pública, durante mais de 20 anos! –, é certo que as mulheres, em Piracicaba, terão um incentivo forte para que participem da Política, filiando-se a partidos e saindo como candidatas, seja a prefeita, vice ou vereadora. Mas Nancy foi clara, domingo: “para vice, não”. Ela não nasceu para esse cargo.

MULHERES – II

Érika Gorga, Carolina Angelelli e vereadora Coronel Adriana são mulheres dispostas a enfrentar a luta da vida pública, com planos de pré-candidatura à Prefeitura de Piracicaba. É certo que saem candidatas, e, até dia 4 de abril, os partidos serão definidos. Enquanto isso, a piracicabana nascida em Artemis, a deputada estadual Professora Bebel (PT), está em ritmo de Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, sem parar, numa prova de que as mulheres devem realmente ocupar o espaço cada vez mais.

MULHERES – III

Já a secretária da Ação Cultural e Turismo, Rosângela Camolese, a Rô (PSDB), teria dito às companheiras tucanas: “não tive e não tenho essa coragem” (no caso, de Nancy Thame). Teria dito, anotem bem. Enquanto isso, a secretária de Desenvolvimento Social do prefeito Barjas Negri (PSDB), Eliete Nunes, é pré-candidata a vereadora no ninho tucano e está em ritmo de pré-organização de campanha. Há fofocas, por aí, que a Rô talvez torne-se pré-candidata a vereadora ou vice, mas nada confirmado, só comentários.

NA PRAÇA

Os mais dedicados ao apoio ao presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido) – evitando o termo “fanáticos” – foram à Praça José Bonifácio, em Piracicaba, marcaram o dia, como desejavam, manifestando apoio ao atual Governo. Apesar do alerta sobre o coronavírus, que se procure evitar aglomerações, o próprio presidente Bolsonaro, na Praça dos Três Poderes, em Brasília, quebrou a ordem do Ministério da Saúde e foi ao encontro de apoiadores, recebeu aplausos, tirou fotos e voltou ao Palácio do Planalto, dizendo-se “feliz”.

MEDO?

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), que foi presidente do Senado Federal, lamenta – e, com ele, uma boa parcela do Congresso Nacional – a covardia do deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) e do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), que, segundo ele, têm se acovardado diante do fascismo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaça implantar uma ditadura. Será que é medo?

PÓS-PÓLIO

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou, conclusivamente, terça (10), a Moção 227/19, que apela ao presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, para que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) reconheça a síndrome pós-poliomielite como enfermidade passível de garantia à aposentadoria. A síndrome pós-pólio (SPP) é uma desordem neurológica que acomete pessoas por volta dos 40 anos que, pelo menos 15 anos antes, foram infectadas pelo vírus da poliomielite e desenvolveram uma forma aguda ou inaparente da doença. O INSS diz que isso não é grave!

INADIMPLÊNCIA

Segundo dados da Serasa Experian, o número de brasileiros inadimplentes chegou a 63,8 milhões em janeiro/2020, aumento de 2,6% com relação ao primeiro mês de 2019. O volume de pessoas com contas em atraso representa 40,8% da população adulta do País. Na análise com dezembro/19, a variação foi de 0,8%. Apesar da alta, o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, aponta que a tendência é que a inadimplência se estabilize ao longo de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima