HFC celebra 53 anos de desenvolvimento

Ceon oferece o tratamento multidisciplinar ao paciente – Crédito: Divulgação

Basta andar pelos corredores do HFC (Hospital dos Fornecedores de Cana) de Piracicaba para perceber que o desenvolvimento está em todos os cantos, setores com infraestrutura cada vez mais acolhedora, equipamentos mais modernos, tecnologia de ponta e uma equipe cada dia mais qualificada, pronta para cuidar de você. “Todos os dias faço questão de andar pelo HFC, cumprimentar os colaboradores, os pacientes, ver de perto o trabalho que está sendo desenvolvimento na prática. Minha missão como presidente, mais que administrar é saber olhar, sentir, enxergar o profissional que está ali todos os dias trabalhando, ouvir o paciente que às vezes só precisa de um sorriso”, disse o presidente do HFC, José Coral, que diariamente visita os setores do hospital.

São 53 anos de HFC, 53 anos de muitas histórias para contar. História que começa no pequeno ambulatório construído somente para atender aos produtores de cana de açúcar e que hoje se tornou um hospital de alta e média complexidade, referência para Piracicaba e toda região.

Todos os dias milhares de pessoas passam pelos setores do HFC em busca de assistência, desde o Pronto Atendimento, até tratamentos especializados, cirurgias complexas e tratamentos. “São pessoas que precisam se sentir acolhidas, precisam receber atendimento humanizado, por isso trabalhamos com uma equipe focada na segurança e no bem estar do paciente”, explicou Coral.

ESTRATÉGIAS – Dentro da trajetória do HFC, o hospital possui uma equipe bem diversificada, envolvida e qualificada. São várias frentes de trabalho, entre elas de Negócios, Operações, Assistência e Suporte. Dessa forma é possível estruturar um mapa estratégico que vem de encontro a perenidade e a sustentabilidade da empresa atendendo as necessidades do cliente. “Hoje nós temos uma linha de cuidados, um plano terapêutico em que a família participa do planejamento de cuidados junto com a equipe multidisciplinar, evitando muitas vezes uma reinternação e garantindo a eficiência do tratamento. Dentro dos nossos valores de qualidade, eficiência, segurança do paciente, trabalhamos também a performance, focados na gestão dos resultados e no desempenho da equipe. Fazemos o mapa estratégico pensando em todos esses indicadores e com isso o colaborador se sente parte de todo esse processo”, explicou a administradora do HFC, Lucimeire Ravelli Peixoto.

SUS – O HFC é um hospital particular sem fins lucrativos que presta serviços hospitalares e ambulatoriais que atende hoje mais de 40 operadoras conveniadas e pacientes particulares, mas também é filantrópico, pois mais da metade dos atendimentos, 60% são feitos pelo SUS (Sistema Único de Saúde). “É um desafio muito grande atender o volume do SUS, pois a tabela do Sistema Único de Saúde é deficitária. Hoje o déficit no HFC é 25% do custo do serviço, o que gira em torno de R$ 2 milhões mensais”, explicou a gerente financeiro do HFC, Luciana Garcia.

Mais do que uma tendência, o HFC tem a vocação de ser filantrópico e para manter o atendimento pelo SUS, a administração busca constantemente parcerias públicas nas esferas federais, estaduais e municipais. “Nos últimos anos temos pedido a ajuda da sociedade, qualquer valor é bem vindo, um real já faz diferença nas contas do hospital. Nós trabalhamos com total transparência, todo valor destinado é lançado contabilmente e demostrado através do site do HFC”, explicou a administradora do HFC, Lucimeire Ravelli Peixoto.

Para que milhares de pessoas continuem recebendo tratamento de qualidade, humanitário e sem distinção contribua também com o HFC. A sua ajuda faz toda diferença. #DOEPARAOHFC. Dados Bancários: Banco Sicoob 756, Agência: 3207-7, Conta Corrente: 14874-1.

ONCOLOGIA 

O Ceon (Centro de Oncologia) oferece o tratamento multidisciplinar ao paciente, garantindo todo o suporte nas mais diferentes patologias, seja no atendimento clínico, como da oncohematologia. Os atendimentos são realizados para pacientes particulares e SUS com a mesma estrutura, sem distinção, de forma humanitária. “Dentro do Ceon não temos distinção de pacientes, atendemos todos com a mesma estrutura e forma em que se sintam acolhidos e recebam apoio para enfrentar a doença da melhor maneira possível”, disse o oncologista do HFC, Alberto Sagarra.

O Ceon está focado em trazer cada vez mais tecnologias, buscando tratamentos mais complexos e uma novidade é que o HFC estuda viabilizar um centro de pesquisa clínica, o que irá aumentar ainda mais o acesso dos pacientes ao tratamento. “Por isso, toda parceria, todo apoio, todo recurso destinado ao HFC contribui também com o desenvolvimento do Ceon” Alberto Sagarra, Oncologista HFC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima