Desperdiçar o tempo é como esbanjar o patrimônio Divino

Gilberto Pompermayer

Ainda pela madrugada nossos amigos espirituais da Colônia Manto da Luz se aproximam e anunciam a nova conexão da sala trinta e quatro com a sala vinte e oito. Um novo trabalho psicoterapêutico se aproxima e seguimos em diálogo e reflexão. Estamos na Biblioteca Universal. O Ministro diz que o autoconhecimento consciencial e  os níveis de Cura serão auxiliados por novas equipes das Hierarquias Espirituais de Cura, ou seja, ampla sintonia e conexão sistêmica, quântica e evolutiva. Grandes telões se abrem e com a amada, querida e estimada Alma gêmea seguimos em Missão Socorrista.

Olhamos fixamente na primeira tela e os laços da consciência ampliam perante as revelações do passado e do futuro sem nenhuma condição de desperdiçar o tempo, pois seria como esbanjar o patrimônio Divino. Viver com disciplina revestindo-se do necessário discernimento. O passado já passou e podemos no agora reparar toda ação menos correta, pois o passado é a raiz do presente e o presente a raiz do futuro. A tela se fecha e seguimos para a segunda tela. Podemos nos afastar de todas as aflições descabidas executando honestamente os deveres que o mundo lhe designa no minuto que passa. Vamos plasmar as resoluções do bem no campo da experiência com tarefas em favor dos outros. Quando procuramos o bem, o próprio bem nos ensina a nos encontrar e esteja sempre pronto. Ficamos a refletir e seguimos para a terceira tela. Já na terceira tela os laços revelam que estamos em tempo de acalmar a quem precisa. Nas conversações a caridade emudece o verbo com atitudes ponderadas com a influência do bem. A palavra alivia os aflitivos da existência e as provações gravitam na esfera da Justiça Divina. É preciso aceitar a vida humana, pelos Desígnios Superiores atuando em favor do aprimoramento espiritual. Mesmo com os inesperados momentos que lhe firam as esperanças, jamais desista da construção do bem que lhe cumpre realizar. Cada Espírito possui conta própria na Justiça Perfeita. Esta são as orientações para reflexão e tudo ficou branco.

Ao perceber que já estávamos no lar terreno tomei nota de algumas observações que compartilho. Amados leitores. O que você foca cresce, mas o que você esquece, desaparece. A caridade é dever para todo o clima. A saudade somente constrói quando associada ao labor do bem. O pensar-sentir-agir possui força poderosa que tanto pode elaborar quanto extinguir muitos distúrbios orgânicos e psíquicos. Lembre-se que toda complexidade atrasa o relógio da evolução. Cada coração humano é uma peça de Luz em potencial e Jesus Cristo é o Sublime exemplo. Seja sempre mais forte do que os olhos podem ver e mantenha na mente e no coração o entusiasmo para todos os dias de sua Existência. A coragem é um sentimento que nos faz ir muito mais além. Em breve, tudo que não vibra com você desaparecerá do seu caminho. Muitas vezes perder o telhado é conquistar estrelas. O que devemos aprender, então, é que é preciso ter coragem para seguir em frente em qualquer circunstância. O presente da presença. Nossa eterna gratidão. Bom dia e boas energias. Eu acredito em você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima