Funk/soul music: Black Pumas vem a Piracicaba em abril

Ingressos estão à venda no site https://megabilheteria.com – Crédito: Lyza Renee

Indicada ao Grammy 2020 como ‘Artista Revelação’ e nome recorrente de grandes festivais no exterior (Coachella, Montreaux Jazz Festival), a banda norte-americana Black Pumas estreia no Brasil em abril deste ano e com Piracicaba na rota, único show no interior paulista. O Teatro Erotídes de Campos (Engenho Central) recebe o fenômeno do funk/soul music – com influências da típica e clássica sonoridade da Motown, além de nuances que remetem à James Brown – no dia 25 de abril, um sábado, às 18h. Os ingressos já estão à venda no site da Megabilheteria (https://megabilheteria.com).

A rádio de Los Angeles KCRW foi pontual ao descrever o Black Pumas, que então havia recém-vencido o prêmio de Banda Revelação do Austin Music Awards de 2019: “O perfeito encontro de James Brown com Wu-Tang Clan”. O jornal inglês The Guardian também seguiu a mesma linha para enaltecer esta banda que, ano passado, já despontava como sensação: “Assim como o Portishead há 25 anos, o disco de estreia é tão perfeito que você se empolga imaginando o que pode vir a seguir”.

Apesar dos arranjos elegantes, aveludados e às vezes psicodélicos que remetem ao movimento funk e soul music norte-americano dos anos 60, início dos 70, a banda apresenta uma sonoridade contemporânea, com referências aos trabalhos de rock e blues do The Black Keys ou Danger Mouse, que igualmente fazem um tributo ao passado com texturas sonoras e produção moderna. É o que se pode escutar no primeiro álbum, homônimo, lançado em 2019.

Black Pumas foi concebida em Austin, no Texas (EUA), pelo multi-instrumentista e produtor Adrian Quesada, que já trabalhou com Prince, Los Lobos, Daniel Johnson e já venceu um Grammy (com o Grupo Fantasma, uma orquestra de funk latino), junto ao cantor e guitarrista Eric Burton.

Quesada tinha algumas músicas instrumentais e procurava uma voz diferente para encaixar letras. Foi então que um amigo em comum uniu o produtor a Burton, que cantava e tocava guitarra no pier de Santa Monica e nas ruas de Austin. O teste foi cantar uma música ao telefone e pronto, a parceria estava feita.

Não à toa do disco de estreia do Black Pumas é um fenômeno. Com apoio de backing vocals que condensam a aura soul e um time de músicos que entregam calor, cores e emoções nas notas, as músicas da banda ganharam o status de hype pela plasticidade única e harmoniosa, uma sonoridade de fácil assimilação e que prende o ouvinte pelo timbre incrível do vocal de Burton. Apenas para citar algumas: “Colors” (cujo vídeo da banda tocando ao vivo hoje já ultrapassa as 15 milhões de vizualizações) é uma pérola pop, com um refrão açucarado; “Fire” tem um ritmo cinematográfico, dinâmica; e “Black Moon Rising”, a faixa de abertura, é a síntese de tudo que o Black Pumas apresenta.

A banda de abertura no show de Piracicaba é a Bamba EFX. Com influências de neosoul, jazz e música brasileira, já lançou dois singles, com um novo agendado para março, que terá a participação de Jonathan Ferr (artista em ascensão na cena atual do urban jazz). As letras da banda, com músicos do interior paulista, transitam por diferentes idiomas.

O Black Pumas em Piracicaba é uma realização do Festival Locomotiva, em parceria com o selo musical paulistano Balaclava Records. O show em São Paulo acontece um dia antes, dia 24/4, no Cine Joia.

SERVIÇO

Black Pumas (EUA): dia 25 de abril, às 18h, em Piracicaba. Local: Teatro Erotides de Campos, à avenida Maurice Allain, 454, no Engenho Central. Classificação etária: 18 anos. Ingresso: https://megabilheteria.com/evento?id=20200302150622.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima