Reestruturação: Piracicaba tem ato em defesa da Caixa Federal

Sindicato dos Bancários e funcionários da CEF fizeram manifestação, na frente da agência Centro – Crédito: Divulgação

 

A direção da CEF (Caixa Econômica Federal) anunciou um processo de reestruturação, para privatizar os principais serviços oferecidos pela CEF. Segundo os funcionários da CEF, isso significa deixar o lucro, que hoje é investido em várias ações sociais, para o setor privado. Contra essa medida, atos foram realizados por todo o País, ontem (13). Em Piracicaba, o Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região e funcionários da CEF realizaram manifestação na frente da agência Centro, na praça José Bonifácio.

 

Entre as ações sociais da Caixa, está o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), um programa do Ministério da Educação que financia prioritariamente estudantes de cursos de graduação em todo o País. A Caixa é principal agente do Fies. A modalidade I, direcionada aos alunos que possuem renda de até três salários mínimos, é operada com exclusividade pela Caixa. Quase 3 milhões de estudantes participaram do Fies nos últimos 10 anos.

 

A Caixa assumiu o papel de Agente Operador do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) em 1990. Nesses 30 anos realizou sonhos e assumiu compromissos com o trabalhador. O FGTS financiou mais de 7 milhões de unidades habitacionais, tendo gerado mais de 23 milhões de empregos. Mais de R$ 1 trilhão em recursos foram sacados pelos trabalhadores. Somente uma instituição como a Caixa pode promover o maior pagamento da história.

 

Em 1962, a União tornou a Caixa responsável por gerir, explorar e comercializar os jogos lotéricos. Desde então, cabe à Caixa repassar ao Governo Federal parte da arrecadação com as apostas para os beneficiários legais. O Repasse Social é a atividade fim das Loterias Caixa. Os valores são redistribuídos para investimento no país em áreas como Saúde, Educação, Segurança, Esportes, entre outros.

 

Além de alimentar o sonho de milhões de apostadores, as Loterias da Caixa constituem uma importante fonte de recursos para fomentar o desenvolvimento social do Brasil. Quase metade do total arrecadado com os jogos, incluindo o percentual destinado a título de Imposto de Renda, é repassado para investimento nas áreas prioritárias. Em 2018 a Caixa repassou R$ 6.579.217.000,00 ao Governo Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima